Motins na China contra multas por ter mais do que um filho

22 Maio 2007

Rebentaram ontem motins no Sudoeste da China por causa da tentativa das autoridades de reforçar as medidas da política restritiva de controlo da natalidade.
Em Shabei, na região de Guangxi, os manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia, que tinha armas e bastões eléctricos de controlar gado. Os manifestantes derrubaram os muros do edifício do Governo local, queimando parte do edifício e também automóveis, relata a Reuters, citando testemunhas.
Dezenas de pessoas foram presas, mas as autoridades não quiseram fazer comentários sobre a situação.
Tem-se registado uma série de protestos violentos, porque alguns casais que tenham mais do que um filho têm de pagar multas de dezenas de milhares de yuan (milhares de euros). As restrições e medidas punitivas – postas em prática nos anos 80, para tentar deter o crescimento populacional – são diferentes no campo e na cidade.
“Os agentes do planeamento familiar são como os japoneses durante a guerra. Levaram-nos tudo e destruí-ram ou deitaram abaixo as casas se as pessoas não tinham dinheiro para pagar as multas”, disse à Reuters um aldeão chamado Wu.

Anúncios
%d bloggers like this: